Quando se fala na Índia, a imagem do Taj Mahal logo vem à memória, é difícil não se encantar com o Taj antes mesmo de conhecê-lo. Pois bem, é certo que no país existem milhares e milhares de monumentos que deixam qualquer um boquiaberto, mas o Taj Mahal faz jus sim a sua fama; as fotos e vídeos que vemos nas redes sociais não conseguem mostrar toda grandeza, beleza e harmonia do lugar.

Além de toda sua beleza, o que já atrai turistas de todo o mundo, o monumento é uma das sete maravilhas do mundo moderno, então já da pra imaginar a multidão que lota cada metro quadrado diariamente né? Pra quem deseja visitar o local sem ser na correria louca que a maioria das pessoas fazem (um bate e volta a partir da capital Nova Deli ou de outra cidade, ou um simples chegou, bateu foto e partiu) é de extrema importância fazer um bom planejamento. Vou compartilhar nesse post algumas de minhas dicas que considero super úteis (baseadas nas minhas duas visitas, isso mesmo, fui dois dias seguidos kkk).

Agra - Índia (2)

 

Quando comecei a postar as fotos do Taj Mahal recebi muitas perguntas… Como conseguiu essa foto sem um milhão de pessoas ao redor? Como comprou o ingresso? Na cidade de Agra só tem o Taj Mahal de atração? Como fez pra não passar tanto tempo na fila? etc, etc, etc.  Então vamos as respostas… vamos as dicas!

 

Agra – Como Chegar

A distância entre a capital Nova Deli e a cidade de Agra são 209 Kms. Mas distância não é único parâmetro que deve ser considerado para calcular o tempo de viagem na Índia. Trânsito intenso, longos engarrafamentos, peregrinações religiosas ou até manifestações,  podem fazer esse percurso durar 5 horas ou mais.

São vários os meios de se chegar a cidade de Agra. Motivados por conhecer o Taj Mahal, os turistas podem chegar via aéreo (tive meu voo cancelado), trem, ônibus, ou contratando alguma empresa em Deli (minha opção).

Minha opção: Já havia comprado minha passagem do trecho Varanasi – Agra, e para minha surpresa tive meu voo cancelado, e o que fiz? Comprei minha passagem Varanasi – Nova Deli, e deixei pra resolver por lá mesmo como faria. Em Nova Deli conheci a empresa Ashok Tours Travels (dica do motorista do Tuk Tuk) e lá pude fechar alguns transados que iria necessitar em Varanasi e também um transporte privativo para Agra; ah, tudo isso a base de MUITA negociação, muita mesmo; pra mim valeu super a pena pela adaptação aos meus horários, o que resultou num ganho gigantesco de tempo. Por que o privativo? Caso eu fosse de trem só teria um dia em Agra e prejudicaria por demais minha programação.

Não tive a experiência de andar de trem na Índia, mas de todos os relatos que li, pude observar que os cuidados devem ser redobrados por quem opta por usar esse transporte. Li também que as passagens podem ser compradas via site oficial do Governo Indiano http://www.indianrail.gov.in , mas não é um processo tão simples.

Hospedagem em Agra

Se você não abre mão de conhecer bem o local e fazer registros incríveis, não pense duas vezes, se hospede na cidade de Agra por pelo menos duas noites, até porque existem outro locais imperdíveis para se conhecer na cidade e também próximos a ela. Passei dois dias na cidade de Agra e pude visitar o Taj Mahal duas vezes. Além do Taj pude conhecer também o Parque Mehtab Bagh, a cidade abandonada de Fatehpur Sikri e o Red Fort (visita panorâmica).

Me hospedei no Hotel Taj Resorts, localizado a poucos minutos do Taj Mahal, um precinho camarada, além de possuir uma linda vista do Taj na cobertura (onde fica a piscina e o restaurante do hotel). Na cidade existem opções para todos os gostos e bolsos.

 

Horário de Funcionamento do Taj Mahal

O Taj abre no horário do nascer do sol e fecha seus portões no por do sol. Antes mesmo da luz do sol nascer as filas já começam a ser formadas por aqueles que desejam conhecer o local com um pouco menos de tumulto e também desejam ver os primeiros raios do sol iluminando o Taj Mahal. Sempre confiro o horário do nascer e por do sol no site Time and date http://www.timeanddate.com , super preciso e nunca decepciona.

Agra - Índia (3)

ATENÇÃO: O Taj não abre às sextas-feiras. 

Compra de Ingressos

O Ingresso pode ser comprado pelo site, o que faz o visitante economizar bastante tempo, ou nos pontos de venda, junto aos portões de acesso. Pois bem, tentei várias vezes efetuar a compra pelo site e sempre dava erro (bem vindo ao caos da Índia rsrs). E aí? O que fiz? Como viajava com um amigo, combinamos de acordar super cedo (cerca de 1 hora antes do nascer do sol) e… enquanto um foi pra fila do posto de venda dos ingressos (ele) o outro (eu) fiquei a postos na fila de acesso; e acreditem, saí na escuridão total e cambaleando de sono, quando cheguei no local já tinham umas 15 pessoas; para minha surpresa e felicidade conseguimos comprar os ingressos de número 0 e 1 ( as fotos comprovam).  Vale a pena todo esse esforço? Demais!

Agra - Índia (4)

Agra - Índia (11)

Valor da entrada: 1000 Rúpias  (equivalente a 50 Reais)

 

Portões de Acesso

São três os portões de acesso ao Taj Mahal, O East Gate, West Gate e South Gate. Aí você você pensa: Uau! Tenho três opções… Calma, existem diferenças até quanto ao horário de abertura e fechamento. Vamos lá…

  • East Gate – Do nascer ao por do sol, o ponto de venda dos ingressos fica a 750 metros do portão;
  • West Gate – Do nascer ao por do sol, os ingresso são vendidos no local;
  • South Gate – Das 08:00 as 17:00 horas, portão por onde entram a maioria dos grupos que chegam em excursões, ingresso também são vendidos no local

Qual utilizei?  No meu primeiro dia (visita guiada) utilizei o portão West e achei o movimento apenas um pouco maior que o East. No segundo dia entrei pelo portão East (era na rua do hotel que fiquei hospedado, foi o dia que madruguei).

 

Outras Atrações em Agra

  • Mehtab Bagh – O Jardim Mehtab Bagh fica as margens do rio, do lado oposto ao Taj. O local não é tão visitado quanto o monumento, mas a partir do jardim se tem vistas incríveis da pérola da viagem.

Agra - Índia (16)

  • Fathepur Sikri – A 37 Kms de Agra, está a cidade de Fatehpur Sikri, conhecida como a cidade abandonada. Por que abandonada? Construida por volta de 1571 essa cidade chegou a se tornar um das mais importantes de toda a Índia; porém 14 anos após sua construção ela foi completamente abandonada devido a uma grave falha no planejamento, resultando em sérios problemas no abastecimento de água. Dediquei uma tarde inteira a visita, mas não foi suficiente para conhecer o local com calma. A poucos passos da cidade histórica fica uma imponente mesquita, a Jama Masjid (existe uma mesquita de mesmo nome em Nova Deli) que também vale muito a visita.

Agra - Índia (12)Agra - Índia (13)Agra - Índia (14)

  • Red Fort – Meu tempo já estava limitado e não tive como entrar no Red Fort de Agra, fiz apenas uma visita panorâmica; mas li excelentes relatos sobre o Red Fort, fica a dica.

Agra - Índia (15)

Visita Noturna – Noites de Lua Cheia

Cinco dias no mês o Taj Mahal é aberto no período noturno para visitação, dois dias antes, no dia de lua cheia, e dois dias depois. Quando fui infelizmente não coincidiu a data, mas os locais me falaram que é um visita super especial. Mais informações  no site do próprio monumento http://www.tajmahal.gov.in

 

ATENÇÃO: O que não levar! Aprendam com meus erros

Itens Proibidos:

  • Carregadores Portáteis
  • Baterias extras;
  • Tripés
  • Comidas

A revista nos portões de acesso é super rigorosa, então a dica é levar o mínimo de itens possíveis; mochilas e bolsas só em último caso, pois isso pode aumentar e muito seu tempo de verificação de segurança. Tripés são proibidos, isso eu já sabia, mas não imaginava que iriam implicar até com aquele minúsculo que fica acoplado ao bastão da GoPro (Perdi um tempinho devido a isso, e optei por confiar em deixar com um ambulante que estava na entrada para não perder mais tempo, caso contrário precisaria alugar um locker, foi um risco calculado rsrs)

Por que Repeti a Visita ao Taj ?

Um dia não seria o suficiente? Sim. Mas por que eu repeti a dose? Vamos lá. No primeiro dia fiz uma visita guiada, apesar de ter lido em vários blogs que dá pra conhecer sem guias e numa boa, digo que a experiência de um guia fez toda diferença. Existem informações que não constam nos informativos, e lugares especiais que só quem é guia conhece, foi uma experiência super válida e que recomendo a todos; nesse mesmo dia programei conhecer também a cidade Fathepur Sikri e não fiquei no Taj por um longo tempo.  Por outro lado, fiquei um pouco preso as explicações e quando cheguei na joia principal o local já está um pouco lotado e os melhores locais pra fotos já mega disputados. Então optei pelo amanhecer no Taj no segundo dia, queria ver os primeiros raios do sol iluminando toda aquela belezura; e posso dizer que foi algo inesquecível.

Agra - Índia (9)

Agra - Índia (10)

Mais alguma dúvida? Não hesite em perguntar! Abraços

Anúncios